10.10.2019

Seminário Regional
de Resíduos da Construção
e Demolição Asten/Abrecon

Reciclagem de Entulho como vetor
de Desenvolvimento da Região

Bauru – SP

Horário: das 8h ás 13h

O evento pretende mobilizar órgãos públicos e sociedade para os problemas relacionados a falta de gestão desses resíduos e as soluções disponíveis para as cidades.

SENAI Bauru
Virgílio Malta, 11-22 – Centro

O que é o Seminário Regional de Resíduos da Construção?

É um evento que vai discutir a gestão dos resíduos da construção e demolição (RCD) de Bauru e Região. O evento pretende mobilizar órgãos públicos e sociedade para os problemas relacionados a falta de gestão desses resíduos e as soluções disponíveis para as cidades. As pessoas geram mais entulho do que qualquer outro tipo de material. Em média, são gerados por habitante entre 600 a 700 quilos por ano.

teste legenda
teste titulo

Quem organiza:

A Associação dos Transportadores de Resíduos e Agregados de Bauru – Asten em parceria com a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição – Abrecon.

A Abrecon é a associação das usinas de reciclagem de entulho do Brasil e desde 2011 trabalha para promover a reciclagem de resíduos da construção e demolição, o entulho.

Pra quem é voltado este evento?

A gestão correta dos resíduos é uma obrigação de todos. do cidadão, da prefeitura e dos empresários, especialmente aqueles que trabalham no setor da reciclagem e gestão do entulho.

Problema do descarte irregular de entulho em Bauru

Assim como inúmeras cidades da região, Bauru passa constantemente por uma verdadeira epidemia de casos de dengue oriundos dos descartes incorretos e criminosos de entulho (resíduos da construção) e lixo. O saldo disso são internações em leitos de hospitais, redução da produtividade e até mortes. Em 2019 já registramos 30 óbitos.

 

Precisamos resolver o quanto antes a gestão dos resíduos, ou melhor, a falta de gestão do entulho. O poder público é parte imprescindível e precisa colaborar para a fiscalização do destino do entulho e a regulamentação do segmento de transporte de resíduos.

Sem isso, inevitavelmente teremos os mesmos problemas todos os anos.

Programação

Acompanhe tudo que irá rolar no Seminário.

Palestrante: Prefeito
Tempo: 10 min


Boas vindas e apresentação da SEMMA Bauru
Palestrante: Sidnei Rodrigues
Tempo: 10 min

Palestrante: Orador
Tempo: 40 min

  • Mayara Moreira
  • Levi Torres
  • Hewerton Bartoli
  • Kláudio Cóffani
  • Aguinaldo Leite
  • Fábio Esguícero

Palestrante: Levi Torres
Tempo: 15 min

* Programação sujeita a alteração
Atualizada em 29/08/2019 às 18h

Virgílio Malta, 11-22 – Centro – Bauru – SP
10 de outubro de 2019 às 08h

Currículo dos Palestrantes

Levi Torres

Graduado em administração em São Paulo, liderou por dois anos a associação do setor de reciclagem de óleos e gorduras vegetais e produção de biodiesel. Em outubro de 2010, foi o responsável pela fundação da ABRECON, a qual é coordenador, participando ativamente de comitês e grupos de trabalho que defendem o interesse do segmento de RCD. É atual secretário do CB-18 – Comitê Brasileiro para revisão da norma técnica da ABNT para aplicação de agregado reciclado e responsável pelos Seminários Nacionais e Internacionais, Encontros Técnicos e Cursos de Gestão e Operação de Usina de Reciclagem de Entulho.

Hewerton Bartoli

Formado em administração pela PUC Minas com MBA em Construção Civil pela FGV SP e em Resíduos Sólidos pela USP. Foi um dos fundadores e é o atual presidente da ABRECON – Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição. É sócio da R3CICLO, empresa de demolição, gestão e reciclagem de resíduos. Também atua com educação online para construção através da plataforma ConstruPlay.

Kláudio Cóffani

Advogado, geógrafo e consultor ambiental e professor de pós graduação de direito civil. É diretor de meio ambiente do CIESP Bauru e vice presidente do conselho municipal de transparência e controle social e  Conselho Municipal de Usuários de Água e Esgoto da mesma cidade. É conselheiro do  COMDEMA e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré.

Foi colaborador e Presidente do Instituto Ambiental Vidágua. Atuou como Conselheiro do CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente, do FNMA – Fundo Nacional do Meio Ambiente/MMA e do CNRH/CTAP- Conselho Nacional de Recursos Hídricos, Câmara Técnica de Análise de Projetos. Foi Coordenador Institucional e Conselheiro da Rede de ONGs da Mata Atlântica. É membro da coordenação diocesana da Campanha da Fraternidade na Diocese.

Fábio José Esguíceiro

Economista – ITE Bauru. Mestre em Engenharia de Produção (UNESP Bauru).  Doutorando Engenharia de Produção (UNESP Bauru) – Tese Modelagem de Processos no Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil.  Servidor da Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista atuando na área de gerenciamento de Resíduos Sólidos e licenciamento ambiental desde o ano 2003.  Diretor Operacional do SICOOB Cooperserv – Lençóis Paulista.  Professor dos cursos de Engenharia de Produção da Instituição Toledo de Ensino (ITE) Bauru e da Pós-Graduação em Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) – Bauru.

Aloísio Sampaio

Engenheiro Agrônomo formado pela FCAV -UNESP – Campus de Jaboticabal, com mestrado em Produção Vegetal (UNESP – Jaboticabal), doutorado em Horticultura pela FCA – UNESP – Campus de Botucatu e Livre-docência em Produção Vegetal Sustentável pela Faculdade de Ciências –UNESP – Campus de Bauru.Docente de graduação em Ciências Biológicas da UNESP – Campus de Bauru, responsável pelas disciplinas de Produção Vegetal Sustentável, Gestão Ambiental em Resíduos Sólidos Urbanos, Planejamento e Gestão Ambiental, Educação Ambiental e Metodologia Científica. Docente do Curso de Pós-graduação em Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da UNESP – Campus de Botucatu. Presidente da Comissão Técnica de Resíduos Sólidos (CTRS) do Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental Sustentável (COMDEMA) de Bauru e membro do CMDRS – Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Bauru.

Gerson Pinheiro

Graduado em  Ciências Econômicas, foi presidente da Casa da Fraternidade Santa Rita de Cássia – Bauru SP, ASTEN – coordenador da Campanha da Fraternidade na Diocese de Bauru, bem como do Sub Reginal de Botucatu, Membro do Fundo Diocesano de Solidariedade, Membro do Setor Caridade da Diocese de Bauru. Ex-presidente da Associação dos  Transportadores de Entulho e Agregados de Bauru – SP, ex-conselheiro da CIESP e FIESP e atual conselheiro do CONDEMA também de Bauru. Atualmente é diretor proprietário da Reghine Pinheiro Concreto LTDA..

Mayara Moreira

Engenheira Sanitarista Ambiental, formada em 2012 pelo Centro Universitário de Lins – UNILINS. Desde 2013 trabalha na Prefeitura de Lins – SP, inicialmente como responsável pela educação ambiental e hoje como assessora de diretoria na gestão ambiental do município, licenciamento ambiental, resíduos sólidos e educação ambiental. É interlocutora do Programa Estadual Município Verde Azul e secretária do Conselho de Meio Ambiente de Lins – SP.

Situação das principais cidades da Região de Bauru

Gestão e controle dos resíduos da construção e demolição

Cidade População Plano de Resíduos Destino do RCD
Bauru 340 mil Sim ATT e Usina de reciclagem
Lins 75 mil Sim ATT e Usina de reciclagem
Jaú 150 mil Não Sem destino legal
Barra Bonita 36 mil Não Sem destino legal
Lençóis Paulista 68 mil Sim ATT e Usina de reciclagem

Curiosidades ambientais

O resíduo da construção é reciclável.

A destinação correta dos resíduos é de responsabilidade do gerador.

O agregado reciclado é mais barato e sustentável.

Existe mais de 360 usinas de reciclagem de entulho no Brasil?

Para descartar entulho ou comprar agregado reciclado, acesse: mapa.abrecon.org.br

A Europa gera aproximadamente 200 milhões de toneladas de entulho por ano. Para se ter uma ideia do que isso representa, daria para construir uma rodovia de Roma até Londres com seis faixas de rolamento.

De acordo com Hossam, Zuan e Poon (2017) a economia com a produção de artefatos de concreto chega a 59% em energia e até 66% na geração de gases efeito estufa.

O custo com a remoção do entulho fica entre R$ 150,00 a R$ 190,00 a tonelada.

O que é entulho?

Entulho é o conjunto de fragmentos ou restos de tijolo, concreto, argamassa, aço, madeira, etc., provenientes do desperdício na construção, reforma e/ou demolição de estruturas, como prédios, residências e pontes.

O entulho de construção compõe-se, portanto, de restos e fragmentos de materiais, enquanto o de demolição é formado apenas por fragmentos, tendo por isso maior potencial qualitativo, comparativamente ao entulho de construção.

O processo de reciclagem do entulho, para a obtenção de agregados reciclados, basicamente envolve a seleção dos materiais recicláveis do entulho e a britagem e classificação em equipamentos apropriados.

Localização

10.10.2019

Auditório SENAI
R. Virgílio Malta, 11-22 – Centro – Bauru – SP


Fale conosco: 14 3208 0806

Preencha seus dados abaixo:

Nome completo:*

Telefone (com DDD):*

Email:*

CPF:*

CEP:*

Contate-nos

Por favor, fique a vontade para nos enviar um e-mail. Retornaremos o mais breve possível.